Acesso ao Blog - 25/10/2009

Diaconia Geral

Minha foto
Aquiraz, CEARÁ, Brazil
Difundir o Carisma através da implantação de grupos que sejam uma presença da obra Shalom em uma Diocese. http://assessoriadedifusaodaobra.blogspot.com/

ACESSE : Portal Shalom de Cara Nova

domingo, janeiro 02, 2011

(...) Temos vários instrumentos disponíveis para rezar a palavra de Deus: leitura pessoal - há boa bibliografia especializada disponível! – o curso online do Documento de Aparecida e o curso teológico Beato José de Anchieta, o Ano Catequético com a peregrinação da chama catequética, entre outros.
Entretanto, é sumamente indispensável meditar a Palavra de Deus. E aqui temos um método muito propício, recomendado também pelo Documento de Aparecida: “Entre as muitas formas de se aproximar da Sagrada Escritura, existe uma privilegiada, à qual somos todos convidados: a Lectio Divina (exercício de leitura orante da Bíblia), com seus quatro momentos (leitura, meditação, oração e contemplação), favorece o encontro pessoal com Jesus Cristo” (DA, 249).
Após a invocação do Espírito Santo, o verdadeiro mestre e autêntico exegeta das Escrituras, seguem-se quatro passos:
1º passo: Leitura – O QUE DIZ O TEXTO? È muito importante dar atenção ao que estamos lendo, estudando atentamente as palavras, as imagens e o contexto. Aconselha-se ler duas ou três vezes e relembrar a história de memória para gravar as palavras, os personagens e os fatos do texto.
2º passo – Meditação – O QUE O TEXTO DIZ PARA MIM? Ruminar o que o texto disse. Aqui o silêncio é fundamental para que a Palavra de Deus encontre espaço e tome conta de todo o nosso ser.
3º passo – Oração – O QUE O TEXTO ME FAZ DIZER A DEUS? A oração é o encontro amoroso com Deus. Não é simplesmente um “falar” de nós para Deus. Antes de tudo é deixar-se encontrar por Ele e acolher esta sua visita com alegria e abertura. Este encontro amoroso com a Divindade transforma a vida. È importante cuidar do ambiente da oração, deixar o corpo quieto e o coração reagir. Falar diretamente o que vem do coração. Deixar-se possuir pelo Espírito de Deus que transforma as coisas. Os salmos ajudam muito neste momento.
4º passo – Contemplação – O QUE O TEXTO ME LEVA A SER E A FAZER? Contemplação é “mudar de idéia sobre algo”, “mudar de atitude”. Aqui nasce a novidade. A contemplação é olhar com admiração, em silêncio, o mistério de Deus-Pai, de Jesus-Amigo e do Espírito-Amor.



Se a Leitura Orante da Bíblia nos leva à oração e à contemplação, temos ainda uma forma privilegiada de rezar a Palavra: O SANTO ROSÁRIO. Esta forma é muito conhecida e desenvolvida na Igreja. Daí surgiu a devoção a NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO, em circunstâncias históricas dramáticas para a vida da Igreja. Os Papas sempre a difundiram muitíssimo, com destaque para Leão XIII, Paulo VI e João Paulo II, que escreveu uma Carta Apostólica: “O Rosário da Virgem Maria”, em 2002, tendo promovido o Ano do Rosário (de outubro de 2002 a outubro de 2003).
Julgo importante tratar desta forma de oração exatamente neste momento em que Nossa Senhora do Rosário, a Padroeira de nossa Diocese está visitando nossas Regiões, Paróquias e Comunidades. O Rosário é o “compêndio do Evangelho”. “O Rosário é um dos percursos tradicionais da oração cirstã aplicada à contemplação do rosto de Cristo. Paulo VI assim o descreveu: `Oração evangélica, centrada sobre o mistério da Encarnação redentora, o Rosário é, por isso mesmo, uma prece de orientação profundamente cristológica” (Marialis Cultus, 1974).

No Rosário, contemplamos Cristo com Maria. È oração marcadamente contemplativa. Aprendemos Cristo de Maria. Configuramo-nos a Cristo com Maria. Suplicamos a Cristo com Maria. Nunciamos Cristo com Maria. Pois os Mistérios de Cristo são os Mistérios da Mãe:
MISTÉRIOS DA ALEGRIA: 1. Anunciação do Arcanjo a Nossa Senhora; 2. A visita a sua prima Isabel; 3. O nascimento de Jesus em Belém; 4. Apresentação do Menino Jesus no Templo; 5. Encontro de Jesus no templo entre os doutores da Lei. São Mistérios da Mãe com Jesus.
MISTÉRIOS DA LUZ: 1. Batismo de Jesus no Rio Jordão; 2. Nas Bodas de Caná, Jesus transforma a água em vinho; 3. Anúncio do Reino de Deus e convite à conversão; 4. A transfiguração de Jesus no Monte Tabor; 5. A Insituição da Eucaristia. Sempre a Mãe acompanhando.
MISTÉRIOS DA DOR: 1. A agonia de Jesus no Horto das Oliveiras; 2. A flagelação de Jesus; 3. A coroação de espinhos; 4. A subida ao Calvário; 5) – A morte de Jesus, com Maria aos pés da Cruz.

MISTÉRIOS DA GLÓRIA: 1. A Ressurreição; 2. A Ascensão ao Céu; 3. A vinda do Espírito Santo; 4. A Assunção de Maria ao Céu; 5. A Coroação de Maria no Céu.
Acompanhemos a peregrinação de Nossa Senhora com o Rosário na mão. Pois os mistério de Cristo são os de Maria, mas são também o “mistério” de todo ser humano. “A simples oração do Rosário marca o ritmo da vida humana” (João Paulo II).
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

por CNBB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

FORMAÇÃO SHALOM

Diversos Blogspot

Blogs de Grupos da Difusão do Carisma Shalom